Líder do Partido Israelense: Hamas é um ativo estratégico

Bezalel Smotrich, líder do Partido Sionista Religioso de Israel:

“A AP é um passivo e o Hamas é um ativo. No campo internacional, neste jogo da deslegitimação pense por um segundo, a Autoridade Palestina é um passivo e o Hamas é um ativo. É uma organização terrorista. Ninguém vai reconhecer isso, ninguém vai dar status no TPI e ninguém vai deixá-los empurrar resoluções na ONU e eles precisarão de um veto americano ou nós não precisaremos de um.

“Não tenho certeza se, dada a situação atual, dados os fatos atuais de que o campo de jogo central em que estamos jogando é internacional lá Abu Mazen (Abbas) está nos custando graves baixas e o Hamas em tal situação seria um trunfo. Não acho que precisamos ter medo disso [o Hamas assumir]. ”

Tradução de Kalmen Barkin de este vídeo.

Fonte: Antiwar.com

Subscrever
Receber por
guest
6 Comentários
mais velho
Os mais novos Mais votados
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Waldorf
Waldorf
meses 5 atrás

Por outro lado, a AP está cada vez mais manchada aos olhos dos palestinos como colaboradores, enquanto o Hamas é visto como resistência. O rótulo de terrorista é um problema, mas não é insolúvel - afinal, Mandela e o ANC eram terroristas aos olhos das autoridades sul-africanas e daqueles que os simpatizavam, mas isso acabou perdendo sua força.
Também pode-se argumentar que Israel foi fundado por organizações terroristas como Irgun e LEHI.

Última edição há 5 meses por Waldorf
Ronnie
Ronnie
meses 5 atrás

A realidade deste planeta é tão atraente quanto um cólon torcido e com nós.
A necessidade desesperada de peidar é tudo em que você consegue pensar.
PS
é apenas o que eu ouvi.

yuri
yuri
meses 5 atrás

o hamas tem pouco apelo em Gaza hoje; A popularidade do IJ aumentou, o Hamas declinou devido à sua corrupção onipresente. O Hamas / IJ está ausente na Cisjordânia e o hamas assassinou um grande número de AP em Gaza. sua desunião tem sido um trunfo para Israel

Whirling
Girando
meses 5 atrás

Que manchete enganoso ...

Eddy
redemoinho
meses 5 atrás

Eu peço desculpa mas não concordo. NÃO é responsabilidade da China ou da Rússia intervir e fazer o trabalho pesado na Palestina, que o povo muçulmano do mundo deveria estar fazendo. Pergunte a si mesmo: quantas nações muçulmanas existem neste planeta, então pergunte-se: “por que nenhuma dessas nações está se unindo para ajudar seus próprios irmãos e irmãs“? SE, sua religião é como eles afirmam que deveria ser, isso não os OBRIGA a ajudá-los? Por que o silêncio dessas nações ??????????? Eles deveriam baixar a cabeça de vergonha.

Juan
banheiro
meses 5 atrás

Dois estados não é uma solução, e os fatos reais a tornam cada vez mais improvável. Se Israel é “a única democracia no ME”, por que não parar de tratar todas as pessoas sob seu controle como bestas sem direitos e dar a todos direitos civis e econômicos iguais, para não mencionar os direitos humanos básicos? O que eles temem? Eu nem estou falando sobre a restituição de bens e ativos roubados de civis durante as guerras de 1948 e 1967 ...

Anti-império